Inteligência de crédito estimula crescimento de empresas
20/03/2021

Inteligência de crédito reúne uma série de rotinas e boas práticas destinadas a tornar as transações financeiras mais seguras.

 

De forma resumida, podemos entender a inteligência de crédito como um importante gerenciador de riscos para as instituições que oferecem empréstimos e financiamentos para empresas. Ou seja, é uma maneira de analisar se a saúde financeira dos clientes em busca de concessão de crédito está em dia, diminuindo as chances de inadimplências e outros problemas comuns em cenários de instabilidade econômica.

Mais do que contar com recursos tecnológicos, a inteligência de crédito também é composta por análise de dados estatísticos e avaliações subjetivas sobre o perfil de cada empresa. Sendo assim, a consulta de risco de crédito envolve desde a análise financeira da companhia até a análise patrimonial. O relacionamento da empresa com clientes e fornecedores também costuma ser levado em conta no mercado de crédito

Para as empresas que buscam antecipação de recebíveis e outras soluções de crédito para ampliar o fluxo de caixa, essa avaliação pode ser bastante favorável e gerar grandes oportunidades. Isso porque, quanto melhor for o histórico de pagamento, maiores são as chances de ter uma boa avaliação na concessão de crédito com análise de riscos.

Outro ponto importante é que a inteligência de crédito está em expansão no Brasil, por isso, tem se tornado cada vez mais relevante tanto para financiadores como também para os pequenos e médios negócios. Existem, por exemplo, empresas especializadas em oferecer esse tipo de serviço para o mercado de crédito, o que acaba gerando ainda mais custo-benefício e resultados favoráveis na liberação de recursos. 

A CB é uma empresa especializada em concessão de crédito e inteligência de crédito, que possui mais de 24 anos de atuação neste mercado e sólida experiência com clientes dos mais variados portes. Uma das soluções de crédito mais inovadoras da companhia é a CB Box, que auxilia na análise de risco e permite transações mais seguras para as instituições financeiras.